Friday, August 30, 2013

SÍRIA 2013 | As consequências de uma guerra sem vencedores, por Francisco Pacavira

GUERRA EM SIRIA - Quem ganha e quem perde

SÍRIA 30.08.2013 | Politicamente, Bashar al-Assad, já venceu a guerra. Os ingleses "fugiram", felizmente o Parlamento da Rainha ainda tem um significativo peso em questões de política externa; pela primeira vez alguns políticos europeus ADMITEM o risco da deflagração de uma Guerra Mundial, portanto, pedem maior ponderação; somente 40% dos cidadãos americanos é favorável a uma intervenção militar. Nas últimas horas, muitos americanos começaram a questionar a classe política: com tantos problemas que temos por resolver, por quais razões devemos embarcar numa nova guerra?

Militarmente, ninguém vencerá este conflito. Analisando o actual xadrez religioso, político-militar do Médio Oriente, conclui-se que os riscos são maiores do que os benefícios. As consequências tornam-se imprevisíveis, quando a intervir resta somente os USA e a França, violando todas as convenções de política internacional. A França tem grandes interesses neste conflito, deseja antes de tudo voltar a dominar a sua zona de influência. Para entender o comportamento de François Holland, leiam mais sobre os "Tratado de Sèvres". É o caso de afirmar: "O lobo perde o pelo, mas não perde o vício".

Após este episódio: o que resta do mito de Barack Obama? Sinceramente continuamos a esperar mais e mais. Todavia, a forçada intervenção e "somalização" da Líbia não podia ser mais clara: os presidentes americanos obedecem interesses a desconhecidos aos mortais comuns. Mas, mas, a esperança continua sendo a última a morrer.

Sobre a perigosa intervenção militar, mesmo que forçada, sem provas convincentes - a dita Smoking Gun" -, solitária e/o unilateral, violando as leis internacionais, tudo continua em aberto. Os USA têm agora uma cara por lavar: trata-se do orgulho nacional. Mas podemos trocar milhares de vidas humanas pelo orgulho nacional?

Que o Senhor ilumine os "astros" da diplomacia!

VIA | #fpb aka #angola2017-

#siria #otan #russia #africa #ue #onu #opais #nyt #wp #syria #onu #nu #military#europa #uk #france #holland

Conselho de Ministros Agosto 2013 – Eis os nomes do novo Conselho de Administração da SONANGOL-EP

SECRETARIADO DO CONSELHO DE MINISTROS

COMUNICADO DE IMPRENSA

O Conselho de Ministros realizou hoje, dia 29 de Agosto de 2013, a sua 5ª Sessão Ordinária, na Sala de Reuniões do Palácio Presidencial, na Cidade Alta, sob orientação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Nesta sessão, o Conselho de Ministros aprovou o Relatório de Balanço da Actividade do Governo referente ao II Trimestre de 2013, como instrumento de avaliação do nível de execução das principais acções projectadas pelo Governo para o período em análise.

Relativamente ao comportamento da economia, a inflação acumulada até Junho foi de 4,27%, houve uma expansão 2,90% no crédito à economia, a base monetária em moeda nacional aumentou em cerca de 5,60% no Il trimestre e a produção de petróleo atingiu os 160,1 milhões de barris, no mesmo período.

O Conselho de Ministros aprovou um Decreto Presidencial que prorroga a vigência do Decreto nº 6/08, de 10 de Abril, diploma legal que tem por objectivo permitir o ingresso na função pública a cidadãos com mais de 35 anos de idade, que tenham reconhecida competência técnica e experiência profissional susceptível de reforçar a capacidade instirucional do sector público administrativo, de modo a que possam ser engajados no processo de reconstrução nacional.

Na sequência dos trabalhos em curso com vista à adequação da organização e do funcionamento dos Departamentos Ministeriais à legislação em vigor, o Conselho de Ministros aprovou os Estatutos Orgânicos dos Ministérios das Relações Exteriores e da Saúde. Foram igualmente aprovados os Estatutos Orgânicos da Inspecção Geral da Administração do Estado e do Instituto de Formação da Administração Local (IFAL).

Durante a sessão, o Conselho de Ministros aprovou um Decreto Presidencial que regula a actividade de inspecção, auditoria e fiscalização dos órgãos e serviços da Administração Directa e Indirecta do Estado, assim como das administrações autónomas.

O referido diploma aplica-se à Inspecção Geral da Administração do Estado e aos demais serviços de inspecção-geral Departamentos Ministeriais ou nas instituições públicas com autonomia administrativa, técnica e financeira.

Com a finalidade de se reforçar as medidas e normas regulamentares que garantam uma maior disciplina e segurança no trânsito automóvel, bem como a observância das regras estabeleci das no Código de Estrada, o Conselho de Ministros aprovou um Regulamento sobre as características, transformação, peso e dimensões, luzes e emissão de gases de escape de veículos automóveis, reboques e semi-reboques.

Na sessão de hoje, o Conselho de Ministros criou ainda a Agência Reguladora do Mercado do Ouro, uma pessoa colectiva de direito público, dotada de personalidade jurídica e de autonomia administrativa e financeira, que tem como objectivo principal a organização, regulação e fiscalização do mercado do ouro e a emissão de certificados de origem para o ouro de produção nacional.

O Conselho de Ministros aprovou o Programa de Modernização do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) e de Operacionalização do seu respectivo Plano de Desenvolvimento Estratégico para o período de 2012 a 2018.

O referido Programa prevê dotar o INAMET de capacidade para realizar pesquisa e investigação aplicada que permita apoiar o desenvolvimento rural, as acções no domínio da segurança alimentar e a implementação dos programas que visem a redução do risco de catástrofes naturais e dos impactos das alterações climáticas.

No âmbito das acções em curso para a contínua modernização dos serviços da Administração Pública, o Conselho de Ministros tomou conhecimento do estado de implementação do Plano de Desenvolvimento do Projecto de Governação Electrónica.

Durante o evento e no quadro das iniciativas de fomento cultural do Executivo, o Conselho de Ministros aprovou um Decreto Presidencial que institui as Bolsas de Criação Artística e Cultural e aprova o seu respectivo Regulamento de Concessão.

As Bolsas de Criação constituem um incentivo à criação e à investigação, concedido pelo Estado Angolano aos cidadãos nacionais, autores, criadores e investigadores, residentes ou não no País, cujo projecto de produção artística, cultural, científica ou tecnológica tenha origem ou se venha a aplicar em Angola.

As Bolsas serão concedidas pelo período de um ano, podendo este prazo ser prorrogado.

No domínio da política externa, o Conselho de Ministros apreciou três diplomas legais que aprovam os Acordos da República de Angola com a República da Itália, em matéria de Segurança e Ordem Pública; com o Conselho Federal Suíço, sobre a Supressão Recíproca de Vistos para Titulares de Passaportes Diplomático e de Serviço e com a República da Argentina, no domínio do Ensino Superior.

O Conselho de Ministros aprovou ainda o Protocolo sobre a Protecção e Assistência a Pessoas Deslocadas Internamente da Região dos Grandes Lagos.

Finalmente, o Conselho de Ministros aprovou a reestruturação do Conselho de Administração da SONANGOL-EP, que passa a ter a seguinte composição:

-Francisco de Lemos José Maria - Presidente do Conselho de Administração;

-Anabela Soares de Brito da Fonseca - Administradora;

-Ana Joaquina Van-Dúnem Alves da Costa - Administradora;

- Fernandes Gaspar Bernardo Mateus -Administrador;

- Fernando Joaquim Roberto - Administrador;

- Mateus Sebastião Francisco Neto - Administrador;

- Paulino Fernando Carvalho Gerónimo - Administrador.

Secretariado do Conselho de Ministros, em Luanda, aos 29 de Agosto de 2013.

BOM DIA & BOM TRABALHO | Focalizem vossas energias positivas ao martirizado povo da Síria

guerra-siria

Obs: Focalizem vossas energias positivas ao martirizado povo da Síria.

Como sabeis, desde a invasão do Panamá em 1989, a Inglaterra tornou-se o principal partner militar americano. Desde aquela data, todas as intervenções militares americanas viram a participação activa do ex-colonizador.

UK vs FR. Voltando à Síria. Segundo os últimos takes da agência Reuters, o Governo inglês foi "BATIDO" na Câmara dos Comuns, em mérito a uma possível participação no conflito siriano. Os deputados ingleses não vêm com bom olhos as prova apresentadas até o presente momento. Se ontem o presidente francês mudou radicalmente de posição, afirmando que o conflito em análise requer solução política, hoje foi a vez de de David Cameron, que condicionou a participação inglesa ao beneplácito da intervenção por parte da ONU.

RÚSSIA. Não obstante o condicionamentos parlamentares ocidentais, um factor não menos importante, é a crescente presença de navios de guerra russos no Mediterrâneo; facto este que aumentou o factor “deterrente” da guerra. Qualquer coisa diz-nos que a intervenção poderá ser abortada.

USA. O presidente americano, Barack Obama, deve ainda convencer o Congresso e felizmente as provas que possui são insuficientes. Vamos esperar para ver, porque a guerra no Iraque tornou-se ensinamento histórico.

Que o Senhor ilumine os "astros" da diplomacia!

VIA | #fpb aka #angola2017

#siria #otan #russia #africa #ue #onu #opais #nyt #wp #syria #onu #nu #military#europa #uk #france

Wednesday, August 28, 2013

CELEBREMOS Martin L. King | Mas recordemos também "Emmett Till"

CELEBREMOS Martin L. King | Mas recordemos também "Emmett Till", o rapaz negro de 14 anos de idade, linchado por namorar com uma menina branca. O assassínio teve lugar em 28 de Agosto de 1955, em Mississippi, dez anos antes do famoso discurso "I have a Dream".

Naquela cidade do Sul dos Estados Unidos, Emmett foi raptado, torturado e assassinado com um tiro na cabeça. Após a morte, o corpo de Emmett foi exposto por vários dias, de modos a mandar uma mensagem à todos os negros.

A escolha do dia 28 de Agosto, por parte da organização e Luther King em pessoa, deveu-se também a este facto. RECORDEMOS: nos USA, sessenta anos atrás, os rapazes negros não podiam - nem pintados - namorar com as meninas brancas. Hollywood também seguia as mesmas regras, e a primeira vez que um negro apareceu beijando uma branca, foi nos anos 70.

Lições de história, lições de vida. RECORDAR, para que não se repitam certos erros aberrantes.

Tenho dito.

Via | #fpb aka #angola2017

Cfr. http://www.biography.com/people/emmett-till-507515
Cfr. http://www.flickr.com/photos/quincypics/2235616789/

#racismo #mlk #lutherking #usa #emmett #brancos

SOBRE SÍRIA | Com este vídeo fecho as minhas publicações "amargas, azedas, ácidas e tristes"

  SOBRE SÍRIA | Com este vídeo fecho as minhas publicações "amargas, azedas, ácidas e tristes". Quem tiver tempo observe estas imagens, qualquer coisa de Angola, anos 90, verá passar diante dos próprios olhos.
- As guerras levam consigo muitas vidas, muitos sonhos, projectos.
- As guerras levam consigo muitos amigos e parentes
- As guerras levam consigo a vontade de viver, viver com dignidade
- As guerras vividas, nunca deixam de existir nos olhos de quem as sentiu.

Um angolano que viveu a segunda parte da guerra civil angolana, de 1992/2002 nunca esquecerá o viu, o que sentiu e o que ouviu. Eis as razões que me levam a pronunciar-me constantemente contra a continuação da política em termos violentos.

Via | #fpb aka #angola2017

#siria #angola #africa #onu #otan #nato #ua #damasco #syria #opais #agora#guerra #conflitos #military

Tuesday, August 27, 2013

PEQUENOS & GRANDES FURTOS | Se urge uma reeducação da sociedade angolana, por Francisco Pacavira

Autoridade moral em Angola - QUEM E' QUEM

Todas as sociedades têm os próprios problemas que, normalmente, são proporcionais ao nível de desenvolvimento político-cultural das mesmas. Angola está vivendo o seu décimo primeiro aniversário de paz, no qual nos apresentamos com uma experiência decenal de renovado empenho pelo desenvolvimento integral da nossa sociedade. Ouso afirmar: Angola de hoje é melhor daquela de ontem.

TODAVIA, não obstante os vários progressos que registamos, muitas questões continuam sem resposta, sobretudo aquelas ligadas a corrupção. Em abono da verdade, é um fenômeno social presente em todas as sociedades, que se desenvolvem com maior vigor, nos momentos post-guerra. Um fenômeno, que se não for combatido em momento certo, torna-se numa cultura: a cultura da ilegalidade. Angola encontra-se no momento histórico ideal para combater seriamente os vários vícios sociais, relativos a administração da coisa pública e não só.

PROVA DOS NOVE. Partindo da notícia em anexo, gostaria de colocar à sua atenção algumas questões relativas a legalidade, a aplicação e ao respeito das leis.

Diz-se que a "Culpa" morreu solteira. Observando a notícia em anexo, eu questiono: o problema angolano é de cariz social, político ou cultural? É ainda consequência da colonização, do analfabetismo ou fruto de aproveitamentos? QUAL foi o papel dos "Partidos Políticos" na criação desta paisagem ética e moral? Existe em Angola uma SOCIEDADE CIVIL? Muitos dizem que sim, outros afirmam que não. Eu digo que existe. Mas, nesta óptica, qual foi o seu papel? O que esta tem feito para melhorar a sociedade angolana em geral? Já existem frutos? O que fazer nos próximos anos? O que fazer já amanha? O que fazer hoje?

A questão é delicada, mas não impossível. De qualquer forma, se as nossas reflexões nos portassem a concluir que todos os angolanos estão dentro desta panela, quem tem o dever de começar a mudar esta realidade? Somos todos chamados a combater os vícios que se apresentam na gestão dos bens comuns. O primeiro passo é a consciencialização dos nossos direitos e deveres, pautados na Carta Constitucional. O segundo passo é vincar tais direitos, que se consubstanciam também nas denúncias de todos os erros de administração que venhamos a conhecimento. O terceiro passo é tornar-se num agente pelo bem comum, sobretudo informando os mais débeis e trabalhando com as Instituições de direito.

Tudo pode e deve ser melhorado. Angola está melhorando, contudo a estrada que temos pela frente é mais longa daquela que já fizemos. Dos pequenos aos grandes erros, as denúncias fundamentadas ajudam a desenvolver a nossa sociedade. Se cada um de nós fizesse o próprio dever, já teríamos uma Angola mais angolana, mais africana, mais nossa, de todos os angolanos e amigos de Angola.

Estamos juntos, porque a vitória é certa!

Via | #fpb aka #angola2017

#angola #moral #etica #partidos #desenvolvimento#luanda #huambo #lubango #malanje #cabinda#lundanorte

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Popular Posts